Procurar
Feche esta caixa de pesquisa.

O que é moldagem por inserção? Processo, Considerações e Aplicações

Descubra a moldagem por inserção: um processo econômico que combina plástico e metal para produzir produtos eficientes e duráveis nos setores automotivo, eletrônico, médico e muito mais.
HITOP / Blogue / <a href="https://hitopindustrial.com/pt/o-que-e-moldagem-por-insercao/" title="O que é moldagem por inserção? Processo, Considerações e Aplicações">O que é moldagem por inserção? Processo, Considerações e Aplicações

A maioria dos produtos fabricados atualmente é uma combinação de peças plásticas e metálicas. No entanto, para obter um produto coeso perfeito, inserir moldagem é o processo preferido. 

A razão por trás do uso de um processo de moldagem por inserção para encapsular um componente metálico em um componente plástico é sua economia. Normalmente, o inserto é um objeto básico, como uma haste ou uma rosca, mas às vezes pode ser bastante complexo, como um motor ou uma bateria.

O processo é simples e consiste em duas etapas principais; primeiramente, é necessário carregar o componente no molde. Em segundo lugar, preencha o molde com plástico derretido. Agora, antes de saber mais sobre o processo de moldagem por inserção, vamos começar entendendo do que se trata a moldagem por inserção. 

Neste artigo, você terá respostas para diversas perguntas, como o que é moldagem por inserção. Qual é o processo para fazer isso? Quais são as considerações a serem feitas durante ou antes do processo? E sobre sua aplicação. 

Compreendendo a moldagem por inserção

O processo de fabricação tradicional envolve a fusão do plástico em altas temperaturas e depois moldá-lo em formas desejáveis usando diferentes técnicas. Seguindo o mesmo princípio básico da técnica de moldagem por injeção de plástico, a moldagem por inserção também funciona de forma semelhante.

Normalmente, os parâmetros geométricos do produto são medidos e passas plásticas são injetadas no molde. Em seguida, ocorre a solidificação e o produto acabado é retirado do molde. 

No entanto, na moldagem por inserção, há uma diferença. Antes do molde fechar na moldagem por inserção, o metal é inserido na passa fundida. Isso significa que o plástico cobrirá bem o produto e não haverá partes irregulares quebradas ou rachaduras.

O objetivo principal da moldagem por inserção é eliminar a necessidade de parafusos ou pregos adicionais para unir os produtos. Portanto, você pode ter produtos finalizados com textura macia e pegada firme que você pode obter de uma só vez, como uma lâmina ou uma faca. 

Inserir moldagem, processo

O processo de inserção de moldagem

Existem quatro etapas para realizar este procedimento:

Passo 1 - Projeto do molde com as inserções colocadas corretamente

Para começar, você deve identificar o tipo de material de inserção que está usando e suas propriedades térmicas. A seguir, veja se a cavidade do molde tem espaço suficiente para encaixar o inserto e se o plástico pode fluir facilmente. Caso contrário, talvez seja necessário projetar um novo projeto de molde. Certifique-se de que o material do inserto seja compatível com a passa plástica de sua escolha.

Sempre considere o tamanho das peças que você está tentando moldar. Quando o tamanho, a profundidade, etc., são cuidados com antecedência, o processo de moldagem levará menos tempo para terminar. É melhor ter pastilhas sem cantos vivos. Além disso, o molde deve ter ângulos de desenho para que seja fácil a remoção da parte plástica.

Passo 2 – Preparação do molde

A preparação do molde é a primeira etapa do processo de moldagem por inserção. Há um planejamento e construção meticulosos do molde, que serve de base para a criação do produto final. 

Certifique-se de ter uma compreensão clara das especificações do produto, como suas dimensões, requisitos de materiais, colocação de insertos, etc. Além disso, é gerado um projeto do molde que inclui a forma, tamanho, etc., do produto.

Ao projetar um molde, preste atenção às inserções de cavidade e macho. O objetivo geral deve ser preencher todos os vazios ou espaços dentro do molde que dá forma ao produto final. As inserções da cavidade formam a forma externa do produto e os núcleos criam uma parte interna.

Passo 3 – Inserir posicionamento

A execução desta etapa é essencial para o posicionamento preciso dos insertos dentro do molde antes do início da fase de injeção. Você pode fazer isso de duas maneiras: 

  • Inserção de automação – Neste método, robôs ou processos automatizados são utilizados para inserir componentes em um molde. Isso traz precisão e consistência enquanto a inserção está acontecendo. Além disso, o processo de automação pode lidar com altas pressões e temperaturas. O processo é bastante rápido e você pode ter mais produção com esse método. No entanto, a desvantagem deste método é a elevada exigência de capital inicial.
  • Inserção manual: Neste método, você terá que inserir os componentes no molde com suas próprias mãos. No entanto, lembre-se de que este método é ideal apenas para projetos de baixa produção. A principal vantagem é que você pode manter um operador em tempo integral e fazer uma inspeção completa de cada peça manualmente. 

Isso não significa que não haja desvantagem em utilizar esse método. Você pode perder a precisão e a repetição de comandos também ocorre neste método. O operador manual precisa usar luvas para inserção manual, e isso pode influenciar no talento. 

Passo 4 – Injete o plástico no molde

Assim que o inserto estiver pronto, é hora de injetar o plástico no molde. Para isso, pode-se utilizar uma unidade de injeção para preencher o molde com plástico. A alta pressão nesta fase força o plástico fundido a atingir todos os cantos do molde. Além disso, o ar é evacuado pelas aberturas do molde, e você pode ter certeza de que o plástico está totalmente fixado nas inserções.

Depois disso, é fundamental manter a temperatura para a solidificação uniforme. Além disso, para garantir que não haja refluxo no cano, basta aplicar pressão. O molde eventualmente se abrirá após o resfriamento e então você poderá remover o produto acabado das pastilhas. 

Tipos de moldagem por inserção

Existem sete tipos de moldagem por inserção, a saber:

Moldagem de inserção de metal, moldagem de inserção de plástico, moldagem por inserção de vidro, moldagem por inserção de silicone, moldagem por injeção de inserção de cavidade, moldagem por compressão e moldagem por inserção de filme. 

Considerações durante a moldagem por inserção

O principal fator a considerar é o desenho do molde porque protege as pastilhas de altas temperaturas e pressões. É por isso que é importante projetá-lo perfeitamente. Outros fatores essenciais durante o processo de moldagem incluem:

Inserir posicionamento

É imprescindível manter o inserto em local adequado para garantir a boa execução do processo. Qualquer perturbação na sua localização ou colocação pode perturbar todo o processo. 

Compatibilidade de materiais

Certifique-se de que o material escolhido sempre irá aderir bem durante o processo de moldagem. Isto garante que as inserções e o material circundante tenham forte compatibilidade.

Testes e garantia de qualidade

É preciso ficar de olho no inserto e no material moldado. Reserve um momento para observar como eles trabalham juntos para concluir o processo.

Parceiro respeitável

Reserve algum tempo antes de decidir sobre a final parceiro de trabalho porque têm um impacto significativo no produto final. Certifique-se de que a empresa com a qual você está trabalhando tenha em mãos todas as informações e experiência necessárias para o seu projeto.

Considerações antes de inserir a moldagem

Considere os fatores mencionados abaixo para evitar qualquer desastre durante o processo:

Seleção de design e inserção

Escolha um design que ofereça compatibilidade entre o material de inserção e o material de moldagem. Além disso, eles precisam se unir para obter um produto final durável. 

Localização das inserções

Sempre considere a função da pastilha ao tentar decidir sobre sua localização, pois a localização adequada determina o uso de forças sobre ela. Ele também orienta sobre a quantidade de plástico necessária. 

Inserir precisão de posicionamento

É importante posicionar as inserções com precisão para obter funcionalidade e estética adequadas. Você pode escolher um método de automação se o investimento de capital não for um grande problema. Caso contrário, você pode optar por um método manual para posicionamento da inserção. 

Consideração de custo

Antes de iniciar o projeto, é importante criar um mapa orçamentário e avaliar o custo dos diferentes materiais necessários no processo de moldagem por inserção. Para evitar qualquer pressão monetária, certifique-se de gerir eficazmente as diferenças de custos. 

Vantagens da moldagem por inserção

A moldagem por inserção é a melhor escolha, considerando a quantidade de tempo que você economiza. Aqui estão oito vantagens:

Integridade Estrutural

Existe uma ligação permanente entre as partes metálicas e plásticas do produto na moldagem por inserção, o que é bastante questionável em outros métodos de moldagem. O uso criativo de linhas, cortes inferiores, etc., proporciona uma vida útil muito melhor. 

Durabilidade

Com a moldagem por inserção à sua disposição, você pode aprimorar o design e a fabricação de produtos. É surpreendente ver a forma precisa como as inserções são colocadas em um projeto de molde. Dificilmente você conseguirá isso com outros processos de moldagem. Resumindo, é muito melhor integrar peças de plástico com peças de metal para torná-lo forte e durável. Dessa forma, há menos chances de erros e mau funcionamento.

Peso

O plástico é bastante leve em comparação com as peças de metal. Esta é a principal razão pela qual é benéfico combinar plástico com metal para obter mais resistência. A maioria das indústrias está usando plástico como material de moldagem apenas por esse motivo.  

Tamanho

A melhor parte é que você pode cobrir produtos muito menores ou mais finos com plástico usando o método de moldagem por inserção. Você não terá que sacrificar nenhuma característica de durabilidade ou qualquer característica importante, mesmo que o produto seja pequeno. 

Simplificando, o tamanho não importa neste caso. Por exemplo, quando o interior de um veículo é coberto com plástico, existem muitas áreas mais pequenas ou finas, como uma porta. Agora, não só aumenta o espaço interior para as pernas, como também não prejudica o desempenho. 

Econômico

Você pode economizar dinheiro de duas maneiras com moldagem por inserção. Permite usar material mais barato e é um processo de uma única etapa. Tradicionalmente, outros métodos envolvem muitas etapas, e isso significa mais uso de energia e maquinário, o que leva a mais gastos e uso de energia, ao contrário da moldagem por inserção, onde você pode envolver a peça de metal em uma peça de plástico de uma só vez, e isso também com sua própria escolha de material. 

Eficiência

Todo o processo é tão eficiente que você não precisará executá-lo duas vezes. Dessa forma, você pode economizar muito tempo e dinheiro extra de mão de obra. Você só precisa alinhar com precisão o design e outros componentes importantes na etapa de moldagem para obter um belo produto acabado.

Variedade de designs

Ao usar moldagem por inserção, você tem a liberdade de fazer quantos designs e formas desejar. Isso não é fácil de conseguir quando você trabalha apenas com produtos de metal. Porém, quando você combina plástico e metal, as possibilidades são ilimitadas. Há muito espaço para expansão do produto e as possibilidades de engenharia são mais numerosas neste caso. 

Variedade de materiais

Você tem a oportunidade de usar diferentes tipos de resinas plásticas na técnica de moldagem por inserção. Existem opções de termoplásticos ecológicos. Você pode reciclá-los quando desejar descartá-los. Eles são leves e duráveis. São ideais para produtos industriais pesados. 

Aplicações de moldagem por inserção

A moldagem por inserção tem diversas aplicações, como: 

Moldagem de inserção, aplicações

Indústria automobilística

A moldagem por inserção é utilizada na indústria automotiva para manter as unidades elétricas cobertas com plástico. Os componentes padrão que precisam ser cobertos são conectores, sensores, fiação, etc. Dessa forma, você pode protegê-los contra danos ambientais e mantê-los funcionando por muito tempo.

A mesma técnica também é usada para cobrir maçanetas, botões, painéis e painéis. Principalmente, isso é feito para torná-los esteticamente atraentes e melhorar sua resistência. Você também pode empregá-lo em peças como carcaças, coletores e juntas.  

Eletrônicos e eletrodomésticos

Existem alguns componentes eletrônicos delicados, como PCBs, sensores e microcontroladores, que requerem moldagem por inserção. É para proteção contra umidade, choques e vibrações. 

Dispositivos médicos

Nada melhor do que ter proteção para dispositivos médicos. A moldagem por inserção faz maravilhas para dispositivos como cateteres, marca-passos e instrumentos cirúrgicos, garantindo precisão, biocompatibilidade e durabilidade. Além disso, sensores, sondas e conectores médicos são encapsulados para melhorar sua funcionalidade. 

Bens de consumo

Use a técnica de moldagem por inserção para produtos como chaves de fenda, ferramentas elétricas e ferramentas de jardinagem para melhorar a aderência. A parte metálica da ferramenta pode ser inserida habilmente no punho de plástico. 

Como resultado, eles se tornarão mais fortes e mais resilientes. Também pode ser necessário para itens comuns, como utensílios de cozinha, escovas de dente e lâminas de barbear, a fim de melhorar a aparência e a funcionalidade.

Aplicações industriais e de manufatura

Existem algumas partes de máquinas, como engrenagens, rolamentos, vedações, etc., que necessitam de moldagem inserida para aumentar sua resistência. A melhor parte é que todos podem projetar uma solução de acordo com seus próprios requisitos e especificações do produto. 

Aeroespacial e defesa

O aeroespacial e os setores de defesa também auxiliam na moldagem por inserção. Eles o usam para garantir que peças leves, porém robustas, como caixas, conectores e elementos estruturais estejam sãos e salvos. A moldagem por inserção também é necessária para cobrir itens comuns da indústria de defesa, como baterias, munições, armas, binóculos, etc.  

Palavras finais!

O resultado final é que a moldagem por inserção é um método mais barato de produzindo produtos de alta qualidade. O processo requer apenas uma configuração de etapas e fornece um produto final preciso. Esta tecnologia está sendo adotada por muitas indústrias, com o objetivo principal de ser um investimento lucrativo a longo prazo. Quando bem feitos, podem ter maior vida útil dos produtos e economizar tempo por não precisar montá-los duas vezes. O uso de alta pressão e temperatura não incomoda em nada o produto. 

Índice

Postagem relacionada

Portuguese

Contate-nos hoje, receba uma resposta amanhã

Você tem dois métodos para fornecer arquivo(s)

Nota: Suas informações/arquivos serão mantidos estritamente confidenciais.

Olá, sou Sparrow Xiang, COO da empresa HiTop, eu e minha equipe ficaremos felizes em conhecê-lo e saber tudo sobre seu negócio, necessidades e expectativas.